sexta-feira, 29 de abril de 2011

BR-100 Fobia - POR UMA ESTRADA SEM ÓDIO. Diga não à Homofobia no Brasil!



    A revista Queer Magazine criou uma campanha contra a homofobia e o Grupo @BastaHomofobia entrou em parceria na divulgação. Leia o regulamento e participe!
    A campanha BR-100 FOBIA (Brasil Sem Homofobia) é uma iniciativa LGBT, sem fins lucrativos cujo objetivo principal é a conscientização da população brasileira sobre a importância do incentivo à luta contra a intolerância a homossexuais no país, principal causa do ódio que provoca a morte de mais de 260 homossexuais no Brasil todos os anos.
    Aproveitando o debate nacional atual sobre a criminalização da homofobia, é uma grande oportunidade para todos os brasileiros que querem contribuir e apoiar a causa solidariamente.
    De maneira divertida e descontraída, a BR-100 FOBIA incentiva a participação da população por meio de fotografias, dando liberdade a seus participantes e contribuintes para usarem sua criatividade na elaboração de suas fotos, mantendo apenas os critérios indispensáveis que sustentam o conceito desta campanha, devendo aparecer em evidência o emblema BR-100 FOBIA (alternando entre as cores preta e vermelha, como exemplificado nas imagens já presentes no site), sem óculos de sol e sem nudez ou insinuações eróticas.
    Esta campanha deve causar grande impacto no país, sendo esta a única maneira de obter respostas, como um veículo de combate à intolerância a todos os tipos de diversidade atualmente em discussão, sejam elas de sexualidade, gênero ou etnia.
    Assim, o apoio de todos na luta contra a homofobia no Brasil ganha notoriedade, estimulando ainda mais a discussão do assunto entre os brasileiros e levando-os a compreender e respeitar as diferenças entre todos os membros da sociedade.
    Entre no site da revista Queer Magazine e envie sua foto agora mesmo!
    http://queermagazine.com.br/
    Também no twitter:  @BR100Fobia 
    Participe!

Apoio Cultural Grupo @BastaHomofobia 

#BastaHomofobia

Um comentário:

MarceloDCoerência disse...

Mais uma vez repito: É PRECISO chegar a homofobia p/ se indignar? BASTA de heterossexismo, que vem antes de chegar à homofobia!